Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cheirinho de Infância

Hoje, por motivo sempre constante: o amor pelas crianças...
Voltando para a casa deparei-me com uma linda menina, ela sorria para mim com aquele jeitinho de sapeca, moleca, de menina dengosa...que linda!

E foi aí, exatamente aí, que senti saudades de minha infância...não tão longínqua, mas infância.

Aquele gostinho bom de pegar a lancheira depois do desenho animado e correr para o mundo mágico da escola, escola esta, que foi o meu segundo lar, me fez cantar, dançar, a superar o medo, a vergonha e a crescer junto de meus pais com um ideal único de força, fé e magia, sempre...

Saudades de passear com o papai e a mamãe de mãos dadas pela cidade...

Que saudade!

Sinto falta do cheirinho na hora do lanche
Sinto falta dos momentos que passei com meus vovôs, hoje e sempre vivos em minha memória
Sinto falta também de minha vovó, mas que linda senhora... Dona Maria... me concedestes algo eterno antes de sua partida para a vida eterna: meu nome, Nathália.
Sinto falta do tempo em que era tudo tão maior do que eu, todos “gigantes” e eu: pequenina...

Essencialmente, sei que para sempre: criança, pintando e bordando o sete, desenhando o que vinha a mente, hoje escrevendo e defendendo o direito das gentes.

Nathália, simplesmente.
Nathalia Pacheco
Enviado por Nathalia Pacheco em 04/02/2007
Código do texto: T369637


Comentários

Sobre a autora
Nathalia Pacheco
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
31 textos (3272 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 18:27)
Nathalia Pacheco