Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu, anjo que me toca...

Madrugada debruçada na janela,
Seios nus, vestidos de penumbra.
Nada se vê além da chuva fina,
Que como um véu esvoaçante,
Dança ao sabor do vento.
A noite é uma criança... Sim... Uma criança...
Que não vê o tempo passar,
Toma-o nas mãos despreocupadamente...
A brisa toca-me a pele. Respiro fundo...
Envolvida, inebriada pelo olor que me toma,
Roçando-me... Invadindo-me sem escrúpulos...
Fui tocada... Posso sentir.
Fui tocada... Suave euforia me transporta ao céu...
Desejo cada vez mais esse toque...
Toque-me!
Toco-te, tocas-me, tocamo-nos...
Como instrumentos em notas sustenidas e bemol.
E nesse vai e vem de acordes,
Somos  melodia perfeita...
Em promessas e suspiros...
E então desperto de um devaneio...
Inda posso ver,
Tu, anjo que me toca em lira.
Eu...? Poesia em seus lábios...
Rose Sousa
Enviado por Rose Sousa em 18/04/2014
Código do texto: T4773988
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Sousa
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 41 anos
70 textos (4149 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 02:06)
Rose Sousa