Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divago III

Do sangue liberto nas veias,
Como tinta de uma caneta
A escrever as minhas ideias
Num tom de cor preta.
Saem-me estes momentos,
Jamais sentidos, pensados,
Nunca antes escritos.
Composição de poemas imaginados.

Corrompo-me pelo estudo,
Pela dialéctica da demagogia
À qual me faço surdo
Perante inútil pedagogia.
Palavras sem destino
Que me deixam pensar
Nesse corpo feminino
Sempre disposto a amar.

Pensamento ignorante de desleixo
Que paira nesta fútil existência
Vida farta que não deixo…
Tortura, sofrimento, penitência
Anos feitos de delírio
Na essência desencontrada
Nunca vivida em tom sério,
Sucumbindo por sentir… nada!

sumadartson
Enviado por sumadartson em 28/08/2007
Código do texto: T627703

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sumadartson
Portugal, 47 anos
48 textos (942 leituras)
1 e-livros (21 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:55)
sumadartson