Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desmedida

Não tenho medida
Para tua presença

Não tenho licença
Para te medir.

Como se mede
Uma presença?

Eu mal criado
Desejo-lhe despir.

Só tenho em-ti
A ponta dos dedos

O toque pequeno,
Alegria morna fugaz.

Tempo diluído:  sorriso.
Olhos pedem paz.

Arte nua enunciada,
Arriscada vivencia tua.

Eu mal criado
Quero tê-la nua.

Desejo este que
Peles não contam

Nem almas descontam,
Imperdoável meu ser.

Prazer em ver.
Ouvir tuas histórias.

Conversas meio tortas.
Despedidas meio mortas.

Não tenho medida
Para me despedir.

Não vejo medida.
Não quero medir.

Quero sentir tudo,
Falta ainda muito:

Para saber de ti.
Wanderson Carlos
Enviado por Wanderson Carlos em 16/04/2018
Código do texto: T6310581
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wanderson Carlos
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 23 anos
147 textos (2151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/07/18 01:18)
Wanderson Carlos