Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Feitio

“As lágrimas de meu rosto são como o chicote nas mãos do feitor.
Que enraivecido pelo orgulho está envergonhado diante do auto mar.
Tome-te o sangue de minha terra, que está recheado de ódio e rancor.
Porém, aqui está todo o orvalho de minha própria cor (?)
Pois de mim, nada sobrou do tudo que sou.
Contudo, hoje, aquém do meu próprio valor.
Nesta declaração, deste imposto horror.
Na ascensão do eterno, ao sublime amor!
Sem mais, por favor!”


Alexander  Moers
Pindamonhangaba – SP
04/09/07
Alexander Moers
Enviado por Alexander Moers em 04/09/2007
Código do texto: T637463

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexander Moers (Autor)). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexander Moers
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
57 textos (5244 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 15:57)
Alexander Moers