Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Greve geral

As centrais sindicais convocaram, para hoje, em todo o Brasil, uma greve geral, que não é greve, é arruaça, quebradeira, bloqueio de estradas, e não é geral, compõem-se apenas de uma meia dúzia de seres insignificantes, de mentalidade autoritária, revolucionária, que se inspiram na ideologia comunista. Promovem os grevistas atos de extrema violência; infernizam a vida de duzentos milhões de brasileiros ordeiros, trabalhadores, que não se vêem representados pelos sindicatos, cuja ação política, há décadas, resume-se à defesa de interesses partidários ideológicos de esquerda, socialistas, comunistas.
*
As centrais sindicais promovem, hoje, uma greve, que não é greve, em defesa da CLT, excrescência, que muitos prejuízos dá ao Brasil, do tempo de Getúlio Vargas, um ditador, inspirada na Carta del Lavoro, lei trabalhista de inspiração fascista editada, na Itália, por Benito Mussolini.
*
Quanto mais os esquerdistas manifestam-se, mais eles revelam a verdadeira face: a da intolerância, a do autoritarismo, a do desprezo pela liberdade, a do ódio àqueles que não concordam com eles.
*
No Jornal da Rede TV, ontem, a apresentadora, disse que houve pouca adesão popular à greve. Não houve, na verdade, adesão do povo à greve.
*
Os esquerdistas, os socialistas, enfim, a escória da sociedade, diante das imagens que as emissoras de televisão exibiram, ontem, das manifestações, dizem que elas, as emissoras de televisão, manipulam as informações com a intenção de denegrir as imagens dos manifestantes. Como as emissoras de televisão as manipulariam se elas exibiram o que os manifestantes - que não representam o povo, tampouco os trabalhadores, são apenas militantes - promoveram: destruição de agências bancárias, bloqueio de estradas, pneus queimados, pancadaria, revelando a verdadeira alma deles, revolucionária, de inspiração comunista, alma carcomida pelo ódio, pela inveja e pelo ressentimento.
*
E as centrais sindicais, os partidos políticos de esquerda e os militantes esquerdistas, que se apresentam como defensores dos trabalhadores brasileiros, manifestaram-se, ontem, contra eles e em defesa de um projeto de poder político socialista, autoritário.
*
Manifestaram, ontem, apenas os grevistas profissionais, não o povo brasileiro.
*
... e os socialistas já dão início ao trabalho de redução de danos à imagem deles, após toda a arruaça promovida, ontem, pelos grevistas profissionais, militantes esquerdistas: Dizem eles que não foram eles que queimaram ônibus, e quebraram agências bancárias, e atearam fogo a pneus bloqueando estradas. Foram, dizem, bandidos que se infiltraram entre os manifestantes, e promoveram o caos que se viu ontem. É sempre assim: Os socialistas cagam, e dizem que a merda não é deles.
*
... e Lula disse que a greve geral foi um sucesso. Ele, como todos os da mesma laia, negam a realidade.
*
As centrais sindicais não agendaram, para ontem, a greve geral, que não foi uma greve, e não foi geral, tendo em mente defender direitos dos trabalhadores salvaguardados pela CLT, uma excrescência fascista do tempo de Getúlio Vargas. Eles tinham, e têm, apenas dois objetivos em mira: Manter o imposto sindical obrigatório, fonte de receitas certa e segura, e não permitir a liberdade sindical.
*
Espero que a esquerda socialista e comunista, que controla as centrais sindicais, promova e financie outras greves gerais, que não serão greves, e não serão gerais. Quanto mais ela se manifesta, mais revela a sua verdadeira face, que não é aquela que ela apresenta nos discursos, a de uma criatura angelical, que respeita a justiça e a liberdade. Ela revela-se como realmente é: intolerante, incivil, totalitária, hostil à divergência.
*
Intelectuais brasileiros, todos de formação socialista, chamam a atenção dos brasileiros, em tom de alarme, com ares de indignação e postura de denúncia, à onda conservadora, que está a ameaçar, segundo eles, o Brasil.
Ontem, os brasileiros viram uma pequena, insignificante, marolinha socialista manifestar-se em todo o Brasil, marolinha que resultou em arruaças, brigas, bloqueio de estradas, ato de inegável intolerância e de desrespeito aos princípios básicos da civilidade. E foi só a marolinha socialista. Agora, passada a marolinha socialista, os brasileiros já podem imaginar o que haverá, no Brasil quando manifestar-se a onda socialista.

Escritos no dia 28 e 29 de abril de 2017.
Ilustre Desconhecido
Enviado por Ilustre Desconhecido em 16/01/2019
Código do texto: T6552213
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ilustre Desconhecido
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil
676 textos (10026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 11:56)