Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confabulando com BUKOWSKI, Charles.

É, cá estou eu em uma tarde de clima ambíguo, onde ora o sol aparece e ora a chuva e tudo que a acompanha, interrompe-o de iluminar... Provocações da natureza. É a natureza.
Estava lembrando de uns versos de Bukowski, no que compreende ao que ele se refere sobre quando estamos apaixonados, que nos tornamos psicóticos, chatos, nervosos e impacientes; e que a paixão pode nos levar de tal modo até nos tornarmos assassinos, tamanha a periculosidade na qual o ser humano se impõe. E de fato... As paixões podem nos impulsionar cometer diversas coisas impensadas, loucuras. Concluo compactuando do mesmo pensamento do referido Charles Bukowski, ao afirmar que ele se sentia feliz por não estar apaixonado, se sentia contente de estar em desacordo com o tudo, sendo o "estranho" por não participar de nada e não estar de bem com o mundo.
Esta sim é uma bela ilusão, reverter a realidade, não se apaixonar. Estar do outro lado, bem longe do nervosismo, da chatice e de uma possível futura morte, corporal ou de uma mente saudável.
Sâmya Costa
Enviado por Sâmya Costa em 27/06/2019
Reeditado em 30/06/2019
Código do texto: T6683000
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Sâmya Costa
Campina Grande - Paraíba - Brasil
202 textos (10016 leituras)
2 áudios (326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/01/20 16:16)
Sâmya Costa