Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A doença expressa em palavras

Examinemos o texto abaixo:
“Aqui se formaram e consolidaram os Estados de democracia popular da Polônia, Tchecoslováquia, Hungria, Romênia, Bulgária e Albânia. Estes Estados surgiram como resultado da derrota militar do fascismo na Europa e graças à ajuda prestada aos povos destes países pelo Exército Soviético pela causa de sua libertação nacional e social. Havendo conquistado sua liberdade, os povos destes países desalojaram e expulsaram de suas posições dominantes as classes exploradoras, os capitalistas e os latifundiários, e estabeleceram o regime de democracia popular baseado na aliança dos operários e camponeses, à cuja frente se encontra a classe operária, sob a direção dos Partidos Comunistas e Operários.”.
Este parágrafo foi retirado de um discurso intitulado “A União Soviética, Baluarte do Socialismo e da Paz”, pronunciado em março de 1950 por Vyacheslav Mikhailovich Skriabine, conhecido como Molotov.
Molotov tornou-se bolchevique em 1909, foi um dos responsáveis pela campanha de apreensão das colheitas na Ucrânia, causando a fome e morte de cerca de 5 milhões de ucranianos no período de 1932-1933, genocídio que ficou conhecido como Holodomor, o holocasto ucraniano.
O que se pode esperar de um homem com essas credenciais?
O referido discurso já começa com um título mentiroso e é uma sucessão de mentiras até o fim.
Infelizmente, são indivíduos como esse que quase sempre estão à frente na condução dos destinos dos povos e isso pode explicar parte do sofrimento da Humanidade.

Agora vejamos outro texto:
“O PT manifesta seu apoio e solidariedade ao governo do PSUV, a seus aliados e ao presidente Nicolás Maduro frente à violenta ofensiva da direita contra o governo da Venezuela e condenamos o recente ataque terrorista contra a Corte Suprema. Temos a expectativa de que a Assembleia Constituinte possa contribuir para uma consolidação cada vez maior da revolução bolivariana e que as divergências políticas se resolvam de forma pacífica.”.
Podemos notar uma grande semelhança nos textos no que se refere à dissociação com a realidade e a evidente intenção de se passar uma mensagem invertida sobre eventos e situações negativos, ou seja, o inverso da verdade.
Este texto é a transcrição de uma fala da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.
Embora exista um intervalo de tempo de mais de sessenta anos entre as duas falas, observamos a permanência de uma das diretrizes do marxismo soviético: mentir, mentir, mentir sempre.
Deve ser assim, porque a verdade os aniquilará.
Argonio de Alexandria
Enviado por Argonio de Alexandria em 07/07/2019
Código do texto: T6690209
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Argonio de Alexandria
Nova Iorque - Maranhão - Brasil
641 textos (10185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 21:16)