Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENTIR A VIDA

      Vital essência a que faz tempos se abafou... calou-se...
  Da percepção que não mais s'existe... para nada
   Quem, pois a matou?
 Das pernas que não se tremem de medo como s'era antes
     Da flor que não mais s'é tocada ao que não s'encantam os olhos
   Menos ainda inspirada o seu perfume
 D'alvorada no horizonte que deixou, pois de ser... admirada
      Teria então a alma caducado?

     Tempo!
  Quantos dormem... no tempo!
       Agonizam...
 E no tempo... deixam a vida... escapulir!
    Morrem...

  Ved'então a sagrad'hora... neste prazo, é claro... d'agora
    Vede, pois, ao menos... nest'hora
 E ouça a eterna voz... deste raro e breve momento
   Não! não percas tempo...oh! não percas mais tempo!

      E, portanto, vede... e ouça... pelo menos... agora
  Ao que também verás e ouvirás... a Vida
      Que infelizmente não se faz mais por nós sentida
  Esta vida... que agora passa... e logo cairá fora



                         ************************

                             08 de outubro de 2019

Paulo da Cruz
Enviado por Paulo da Cruz em 08/10/2019
Código do texto: T6764332
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo da Cruz
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
2038 textos (33157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 23:43)
Paulo da Cruz