Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partida



Queria eu ter asas para voar nas dobras do tempo
Pegar carona na garupa do vento norte na surdina
Olhar do alto a casa da colina, De um tempo. Laborioso com canseira.
Queria voltar no tunel daquele tempo de antigamente
Para poder interferir na história, retroceder minha ação
Não deveria tê-la deixado ir...Fiquei ali plantado, perplexo
Enquanto cabisbaixo, olhava as pedrinhas brancas do lugar.
Elas foram sendo umedecidas pela teimosia de certas
lagrimas que insistiam em querer cair.
De vez em quando retenho a cena em qualquer canto da minha memória
Sei que retive meu  pranto, ao saber que naquele momento
Estariámos em universos diferentes. Desde aquele novo dia  em que nos encontramos
 em algum lugar da Capela Sistina.. Que momento! T udo voltou ao normal. A vida continua... De vez em quando volto aquele lugar da partida... Minha história, como tantas outras
Morrerá comigo e com ela... Afinal, é mais uma história parecida como a de muitos que ficaram  ver
partir  um sonho que morreu.
Peter Flayng
Enviado por Peter Flayng em 10/10/2019
Código do texto: T6765631
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peter Flayng
Curitiba - Paraná - Brasil
175 textos (1889 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 02:29)
Peter Flayng