Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu dia.

Disseram-me que o dia tem 24 horas
E que disso não se passa os relógios...
Tic-tac, é mentira, eu vivo a vida sem estas horas...
Sem estar preso a um limite de tempo
Eu sei que vai acabar, mas não que seja vinte e quatro horas.
Eu sei que vai terminar, mas não vai ser na segunda, na terça ou domingo
Um dia desses, meu relógio vai parar, e o seu vai continuar a se limitar.
Diogo Castro
Enviado por Diogo Castro em 07/10/2007
Código do texto: T684603

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diogo Castro
Jacareí - São Paulo - Brasil, 28 anos
68 textos (2787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 13:22)
Diogo Castro