Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O jogo da vida

As palavras caem de uma cachoeira de sentimentos mostrando meu coração  adolescente, tudo é novo mas é o mesmo novo pela milésima vez e isso me desgasta. Eu me lembro. Eu abro a porta pela vigésima vez mas eu seguro um gato com outro nome no colo agora, a reação dele à minha tentativa de segura-lo é a mesma, embora. É hora de ir.
Uma semana por aqui.
É hora de ir.
Eu nunca aprendo.
O oxigênio se torna pesado de novo, eu levo a sério de novo este jogo, onde eu sou apenas um peão. Xadrez, não?
Eu detesto estratégias.
Mas eu curso administração.
Eu não gosto de competição. Não, não é sobre perder ou ganhar e é ai que está, eu não quero continuar. Eu só queria brincar pelo prazer de brincar, como eu escrevo pelo prazer de escrever, eu não me importo com a estrutura ou com regras idiotas, eu não gosto de regras. Como: "oi." "Oi, como você está?" Agora não vá responder rápido pra ela não se assustar, eu quero dizer, assustar com o que? Atenção?
Eu escrevo poemas com uma semana do primeiro beijo. Eu assusto quando deixo-me ser vista por dentro, eu sou carne e ossos e amor nas veias aquecendo, mas eu não entendo. Por que é tão assustador a ideia de sair do controle do mundo quando esse nunca foi o assunto, ah, você deveria perceber,  as melhores coisas acontecem ser ter o dever de acontecer. O jogo está me matando.
Ainda assim eu morro para viver.
E talvez é esta a lição de você. Eu pensei que amor era apenas deixar ir mas as vezes amor também é partir.
Quando necessário.
Samantha Ketlynn
Enviado por Samantha Ketlynn em 30/06/2020
Código do texto: T6992561
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Samantha Ketlynn
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil, 23 anos
24 textos (572 leituras)
1 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 17:17)
Samantha Ketlynn