Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desanuviar

Feitas de água, as lágrimas se comportam como tal.
Temos momentos chuvosos e ensolarados.
Algumas pessoas são uma floresta tropical, outras, árido deserto.
Passamos por garoas e tempestades. Nosso clima pode mudar pelas estações da vida.
Mas eu, já faz tempo que vivo em céu nublado.
Quando me dou conta - olho para cima - o choro está aqui dentro, porém disperso, vaporizado - encobrindo-me.
E não cai, ainda que muitas vezes haja vontade. O trovejar distante de nuvens negras no horizonte.
É preciso que alguma coisa o faça condensar para então chover rosto abaixo.
Não sirvo para meteorologista.

Gustavo Carnelós.

* * *

"Desanuviar" - Os Mutantes

Quem sabe o sol, quem sabe o ar
Quem sabe o vento vai parar de soprar
Quem sabe um dia as nuvens... um dia desanuviar

Quem sabe a fome, quem sabe a paz
Quem sabe um dia tudo me satisfaz
Quem sabe se é hoje o dia de desanuviar

Quem sabe as trevas, quem sabe a luz
Nem sempre é ouro aquilo que nos seduz
Quem sabe se é hoje o dia de desanuviar

Vai embora nuvem, vai embora e não vem mais

Quem sabe tudo fica como está
Quem sabe a música pára de tocar
Quem sabe se é hoje o dia de desanuviar

(Composição: Arnolpho Lima Filho, Sergio Baptista)
Gustavo Carnelós
Enviado por Gustavo Carnelós em 30/06/2020
Código do texto: T6992613
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Carnelós
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 32 anos
94 textos (20568 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/07/20 18:12)
Gustavo Carnelós