Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vamos!

Quando eu for embora, quero deixar aqui os sorrisos, os sonhos e a boa vontade em transformar esse mundo num lugar melhor. Assim informalmente mesmo. De todas as coisas que eu considero agressões contra mim,  mascarar-me para parecer adequado em uma sociedade de mortais hipócritas que subjulgam suas essências para viverem personagens fatigados pelo ódio é a pior delas.
Entregar-me de corpo e alma a tudo que faço e amo é como apertar o destino em minhas mãos e deixar torar o peito com o reluzente capsioso desejo de existir eternamente. Ah! Vamos-nos todos um dia! Os nossos todos se irão também! Sabendo disso, podemos escolher entre um dilacerante futuro onde estamos nas mãos de irresponsáveis sem bom senso ou tomamo-os para nós, o aqui e o agora, a fim de sermos obra e obreiros deste tempo.
Se de um lado, conceitos rasos sobre a vida distraem os que ainda se identificam com o entretenimento barato, eles enquanto piscam os olhos para o nada, do outro a morte chamando-nos todos para cada vez mais perto. Eu me recuso a distrair-me! Enquanto eu aqui estiver, serei palco e obra para o Universo que se funde a mim. Questionar o óbvio para compreender o oculto!
Eis a missão de uma alma livre: Anarquizar as diretrizes de um mundo injusto que enclausura mentes Originais para dar espaço e poder aos que reproduzem suas regras vis.
Por isso, jamais ofertarei subserviência senão ao Divino em mim, jamais descansarei em "berço esplêndido" a troco do aval de quem eu nunca permitiria entrar em minha casa. Sobre a Existência, eu tenho mais perguntas do que respostas, carrego comigo erros e acertos, defeitos e qualidades e também uma Consciência firme, tranquila e cheia da coragem, digna de quem precisou renascer muitas vezes e que nunca, nunca se calou ou calará diante da opressão.
Sabe de uma? Eu não sei é de nada!!! Só sei que  eu quero é continuar sendo EU mesmo, um homem comum que assim como você não nasceu sabendo viver, mas, se esforça ao máximo para aprender!
Lipe Paes Monteiro
Enviado por Lipe Paes Monteiro em 13/01/2021
Reeditado em 13/01/2021
Código do texto: T7159159
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Lipe Paes Monteiro
Salvador - Bahia - Brasil, 33 anos
64 textos (605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/21 05:39)
Lipe Paes Monteiro