Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Duplo

Enquanto o tilintar mudo dos sinos soava
A Noite se arrasta como uma donzela
Os olhos brilhando como centelhas de fogo
Quente e fria como a ira

O Sol infinito em sua dança
Lançado como uma vida
Mas pronta pra morrer
O dia se arrasta como um jovem

Mas ambos Noite e Dia
Jovem e Donzela
Então em harmonia

Como a Vida e a Morte
Tão próximos e tão separados
Essa é a música!
Tai o Sortudo
Enviado por Tai o Sortudo em 12/11/2007
Código do texto: T733468

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tai o Sortudo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 28 anos
24 textos (2094 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 21:03)
Tai o Sortudo