EMPODERAMENTO FEMININO VIRA FEMINISMO ("Empoderamento é só uma palavra mal utilizada para justificar atitudes enervantes e, em muitos casos, pra lá de mal intencionadas." — Dartagnan da Silva Zanela)

AÍ, UMA INFELIZ FEMINISTA, AQUI NA INTERNET, PERGUNTOU-ME SE É BOM SER MACHISTA E SER SEM MULHER. EIS A RESPOSTA: É ruim ser solteiro, abandonado, vazio, miserável, frustrado, solitário, doloroso, patético, sem objetividade, triste e enervante! Mas, estar casado com uma mulher insistente em suas opiniões é pior! Acredite! Salve-se! Casar com a mulher errada é o inferno comparado ao "céu" do solteiro! Uma mulher briguenta é uma mulher ruidosamente alterada, discordante, clamorosa, barulhenta e reclamando todo tempo. A maioria já ouviu falar dela que geralmente é falante, vive corrigindo, debatendo, repreendendo, sugerindo, lembrando e, de outra forma, se tornando um incômodo insuportável. Parece-me que a Tati Quebra Barraco estava falando desse tipo: "Macho escroto não muda, a gente que muda de macho." Todas as tentativas para corrigi-la fracassam, porque seu orgulho rebelde não lhe permite submeter ou fechar a boca." Consequências do "empoderamento".