Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


À cada individuo cabe desempenhar
Em prol de sua especie uma função.
À mim, coube sonhar.

Sonho, até doer-me os olhos,
e minha alma despertar.

Desde que me dei por gente cumpro este ofício
Descobri que o sonho é um importante artifício
Para não deixar nosso juizo desandar.

E como há quem não vê no sonho tanto valor
Para compensar,
a espécie fez de mim um sonhador

Por isso eu sonho, como a cigarra canta
e o sol brilha para que o dia e a noite 
aconteçam.








 
Grácio Reis
Enviado por Grácio Reis em 19/11/2007
Reeditado em 02/12/2013
Código do texto: T743527
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Grácio Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
1333 textos (52050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 01:17)
Grácio Reis