Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vamos fazer amor?

            Não concordo com essa frase (com o sentido sim, já que tudo acaba em cama mesmo), mas não com a maneira como está escrita e ao que se propõe, porque amor não se faz. Ou ele já vem feito ou não vem. Essa coisa de “fazer” amor é história pra boi dormir, pois, normalmente essa “fabricação” de um amor idealizado acaba em uma ejaculação precoce e uma mulher frustrada tendo que fingir um orgasmo para agradar seu “garanhão” particular.
Sou de acordo que essa frase tenha sido inventada por um homem, que em determinado momento de sua vida se viu forçado a recorrer à ilusão do amor (que golpe baixo!) para efetivar mais uma conquista. Não acredito que uma mulher tenha sido capaz de tal artimanha, não que eu esteja duvidando de suas capacidade e inteligência, sei muito bem do que uma mulher é capaz de fazer quando quer algo (ou alguém).
Espero não ser o único a rogar pela mudança gramatical dessa frase para que mais mulheres e homens (é... Até mulheres usam desse método baixo, porém esperto confesso, de conquista) não sejam iludidos com a falsa promessa de “fabricar” amor.
Não quero mexer radicalmente na estrutura da frase e muito menos em seu significado, sugiro que seja instituída uma pausa, um tempo, um espaço onde ao raciocínio do ouvinte possa funcionar e assim diferenciar sentimento de desejo. Quero apenas uma vírgula para salvar tantos corações que possam vir a sofrer com uma futura desilusão.
Então: Vamos fazer, amor?
Tiago Marques
Enviado por Tiago Marques em 24/11/2007
Código do texto: T751404
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago Marques
Acaraú - Ceará - Brasil, 31 anos
47 textos (3544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:27)
Tiago Marques