Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O coração, por um momento...

 
Amo o meu coração, pois o meu coração é a minha alma, o meu sânscrito não decifrado...
Da minha turva existência, esse é o tesouro que se encontra imerso e que por tantas vezes "piratiei" incansável...
Quando o pensei sujo, foi apenas visto com os olhos de lama...
A superfície acumula mais poeira, entretanto, protege o que vai por dentro...
O perigo é que se confundam as extremidades empoeiradas com o valioso e genuíno interior, esse erro cometemos contra nós mesmos, muito mais aos outros...
Se os meus olhos não me vêem, quem dirá ali, mais adiante...eles não podem estar enuviados quando se voltam pra dentro, então, que eu deixe a poeira na pálpebra...
O meu desejo é ver a mim mesma quando me olho...pois, o que tenho visto é o peso que eu carrego nas costas, acumulado durante os anos...

Por isso eu amo o meu coração, porque ele não é o que eu vejo, não é o meu peso, não é a poeira de cima...ele é o que nasceu (intacto) e permanece até hoje...e almeja ser livre...
Mora em local antagônico aos seus propósitos...sua meta é tomar a direção e comandar a tudo...mas, tão sútil é a sua voz, que pouco a escuto...
Os ouvidos estão acostumados ao ensurdecedor barulho do mundo e, diante do delicado, vê-se transtornado...pensa ser silêncio...

Espane a poeira do centro...
Lave a lama endurecida, já confudida ao corpo...
Silencie o mundo, para ouvir o que até então nunca ouviu...
Uma voz cálida e doce, deseja falar-lhe....e não se surpreenda...é a sua própria....a sua voz VERDADEIRA!!!

Amo o meu coração, pois o meu coração sou eu...
Ouvi-o agora e ele me contou esse segredo...
Contou-me que sempre esteve a me falar, me contar de como era bonito o que trazia por dentro e que a cor de barro que eu via, era somente a preguiça em limpar-me...
Lá dentro, há uma luz que reluz

Um dia, cuidarei para que não mais seja ofuscado pela sujeira que o cerca...
Deixarei brilhar o brilho da sua beleza...essa beleza não rara, porque todos a têm...

Amo o meu coração, pois o meu coração sou EU!!!!!!!

Ligaram o som do mundo...

...mas ainda o ouço (o meu coração) e isso me conforta...me traz paz!!!!!

Silêncio.....
....por um momento....
Silêncio....
Jacqueline Braga
Enviado por Jacqueline Braga em 27/11/2007
Código do texto: T755045

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jacqueline Braga
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 40 anos
5 textos (200 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 06:01)
Jacqueline Braga