Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que posso sentir...

O que já posso sentir
Eu já não sei o que é bom
Ou o que é bonito

O que você pode ver se abrir os teus olhos
Apenas faltas,e uma falta que nos corroem
A falta de Amor
Então leia as estrelas

O que tudo não é
Ou o que tudo será
Já não sei da própria verdade
Mas às vezes eu lembro de você

Que tocou a minha mão
Que é amiga das pessoas que conheço
Mas que não se lembra de mim

O que eu esqueci
Ao fechar os meus olhos
O que lembrei de esquecer

Quando será o seu dia perfeito?
Existem tantas coisas que você senti
Ao abrir o teu coração
Mas ainda não é a hora
O dia atrasado virá
Quando nós entendermos as estrelas

Às vezes nem sei o que é mentira
Mas ainda minto pra mim mesmo
Tentando saber notícias suas

Não está pronto o meu coração
Qual é a sua opinião?
Você que já não é minha amiga
Ou eu que não sou mas seu?

As luzes do dia não aparecem pra dizer
E eu vou vivendo sem saber onde está
A chave que um dia eu ganhei
Ou quem,a que conquistei

As pessoas andam pelas ruas
Os dias não tem Sol
E pelo fato de todos tentarem ser diferentes
São cada vez mais iguais

Todos olhos pra mim
Não sou como a lua que é linda
Mas sou pra eles tantas coisas
Que nem eu sei
E a estrela do dia
Insistem em não aparecer...
Ainsten
Enviado por Ainsten em 02/12/2007
Código do texto: T762079
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ainsten
Bélgica, 24 anos
98 textos (6299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:30)
Ainsten