Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escreve


Escrever, vai, fá-lo sempre,
na cadência e sem cessar
Igualzinho ao respirar
E joga no vento, os poemas

Sequer pára pra pensar
Na fonte, onde te inspiras
ou leitores, que irão ler
que podem ou não gostar!

Nas criticas que possas ter
Poemas, joga-os ao vento
sem endereço, nem nome
Já que inspiração a tiveste
e no tempo certo, acharás
Os versos que escreveste
antonio noronha
Enviado por antonio noronha em 07/09/2019
Código do texto: T6739730
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
antonio noronha
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
73 textos (496 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/19 16:11)
antonio noronha