Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não espere nada

Não te ofereço o céu
O máximo que posso te dar
É o inferno dos meus braços
E a vertiginosa força do meu corpo
Se isso for pouco, sinto muito
Meus sentimentos não posso
Não quero dar, já não tenho
Mas o que tenho é a chama
Do prazer que embriaga
Mas não afaga, só machuca
Não existe entrega na minh'alma
Nem calma no meu coração
Só pedaços espalhados de dor
Por feridas que não fecham
No demais, tanto faz o que tenho
Dentro de mim não contenho
Docilidade nem submissão
Só o fogo pálido da desilusão
E se a sua carne eu ferir
Se assim preferir
Seu amor posso matar
Não com armas letais
Mas com palavras
E atitudes informais
Paulo Raven
Enviado por Paulo Raven em 16/02/2020
Código do texto: T6867422
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Paulo Raven
Longyearbyen - Svalbard - Svalbard
204 textos (8125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/04/20 21:00)
Paulo  Raven