AMOR E COMPULSÃO.

Quero o seu corpo defronte ao meu olhar;

Já sinto que não sou mais o mesmo;

Sinto que o coração vai estourar em meu peito;

Nada pode apagar;

Sua beleza me vicia;

Sinto que o coração vai estourar em meu peito;

Não vista lingerie;

Não venha se despir;

O seu corpo é um convite para a morte;

Não me castigues com o seu olhar;

Estou desafiando a minha própria sorte.

A sua beleza se tornou o meu pior castigo;

Não torne o seu olhar para mim;

Estou prestes a me jogar deste penhasco;

Não coloque lingerie;

Não venha a se despir;

O seu corpo é um convite para morte;

Não se atente a sorrir para mim;

Só de imaginar a sua face e sua suave voz;

Me desmancho em histeria;

Se tornastes a droga que desejo consumir;

Só os céus sabem;

Oh quanto quero te possuir.

O seu corpo em chamas defronte ao meu olhar;

Se tornastes o meu pior delírio;

Se ao menos pudestes se entregar aos meus anseios;

Os céus perdoariam a nossa luxúria;

Nada tão insaciável quanto,

Esta insana vontade de amar;

Não fujas para longe;

Não me exclua de suas contas pessoais;

O meu desejo de te possuir;

Me consome dia e noite;

Eu imploro;

Não vistas lingerie;

Nem venha se despir diante de mim;

Não queira despertar esta fera insana;

Que há muito tenta fugir de mim;

Se tornastes a droga que desejo possuir;

A sua beleza é um convite para a morte;

O seu sorriso é o caminho da insanidade;

Não me deixes entregue a própria sorte.

LENDA LATINA
Enviado por LENDA LATINA em 26/10/2021
Código do texto: T7372188
Classificação de conteúdo: seguro