Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO CORRA ATRÁS DE QUEM FUGIU DE VOCÊ

                  Quanto nos ilude aquilo que não é!
        Da mentira admirada e querida
                   Tão obcecada!
      A que no tempo se estende e se disfarça... de "verdade"

   Ó perniciosa loucura a que em tal grau apraz os cegos de quem vê
          (ou, melhor diria, não se vê de verdade!)
   A que agora deixa, pois minh’alma angustiada e triste
             E vede quanto el'agora chora!

           E desta forma, o que, pois fazer?
                  Passou?
           Não ficou?
      Então... não “é”
              Somente... esteve
       E, portanto... foi... embora

           E se assim... partiu
       E embora... foi
                Deixe-o então... ir
          Não o detenha
     E não mais o retenha... em sua memória... em su'alma

              Afinal
          Não era para ficar
              Visto que simplesmente... não era!
           E... nunca foi!

              A estória acabou
                 Só você é que não viu
          (ou não quer ver)
              E chegou ao fim
                Do livro que fechou!
            (ao que eu digo... para mim)

         Ah, para que correr do que não mais existe?
            Não, não irei atrás
                 Do que não... “é”... e não foi... e nem... será
       
           Não irei atrás do que ou de quem de mim fugiu
              Para que, pois assim me humilhar?

PS: Apenas um conselho que alguém pediu a mim.
           

Paulo da Cruz
Enviado por Paulo da Cruz em 28/07/2018
Reeditado em 28/07/2018
Código do texto: T6402613
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Paulo da Cruz
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
2085 textos (34647 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 12:49)
Paulo da Cruz