Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA É NOITE

Quanto é estranha essa vida
Ora pulsa vibrante
em momentos de alegria,
Ora se deleita em um tédio
carregado de melancolia.

É noite cerrada,
Mas as estrelas não cintilam no céu
A saudade bate à porta,
Ainda que não lembrada
Esquecida, pouco amada.

Insisto em enxergar as estrelas
Choro eu, choram elas
Pela vida e pelos amores
A disputa, os dissabores
Gosto de féu.

Para que tantas lembranças
Nessas horas mortas?
Não quis saber
Fechei as portas
Mas a saudade insiste, sem confiança.

Parece que já não sei
O que quero, o que sou
O que não quero
Só me resta, assim, repousar
Com isso, espero

O amanhecer que é recomeço
Para começar de novo
Junto dela, a vida, faço-me dia
Entardeço
Anoiteço as cores, buscando sintonia.
Jhean Lima
Enviado por Jhean Lima em 10/12/2018
Código do texto: T6523357
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jhean Lima
Valparaíso de Goiás - Goiás - Brasil, 38 anos
75 textos (2428 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/19 00:38)
Jhean Lima