Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASSIM JAZO

ASSIM JAZO

É o que me resta,
comer a sobra do bolo da tua festa.
A alva, amarga cobertura,
já com o mesmo gosto
que tenho por sorrir.
Ah! Como sou covarde em conter
e me manter em esperança,
o desgosto que guardo por isso.
Assim jogo nessa vida sem sorte,
assim jazo nessa vida de morte.
Mario Rezende
Enviado por Mario Rezende em 01/11/2005
Código do texto: T66091


Comentários

Sobre o autor
Mario Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
725 textos (55148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/11/20 17:55)
Mario Rezende