Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DECADÊNCIA DO MUNDO

Este poema é muito oportuno por reflectir o momento trágico que a Humanidade atravessa,

Estou apático, não me apetece nada fazer.
Esmoreci, já não merece a pena.
Acabei por entristecer,
Deixei a cena.

Passei a espectador desiludido, sem futuro.
O Mundo entrou em fragmentação.
Tornei-me insensível e duro,
Perdi a ilusão.

O descalabro é veloz, mortífero e Universal.
Não poupa os pobres desprotegidos,
A sentença é breve e mortal,
Deixou-nos falidos.

Os iluminados do poder, das leis e do dinheiro,
Baralhando as contas e a vigarizarem,
Cobriram-se de pele de cordeiro,
Para escravizarem.

Já não há salvação para nada nem ninguém.
A natureza sentiu-se violada e ofendida,
Rebelou-se sem olhar a quem,
Achou-se traída.

Resta aos terráqueos ultrajados e errantes,
Usarem do seu real valor e razão,
Para se vingarem dos tratantes,
Sem qualquer perdão.

Ruy Serrano - 14.11.2019
Ruy Serrano
Enviado por Ruy Serrano em 14/11/2019
Código do texto: T6794510
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ruy Serrano
Portugal, 84 anos
2115 textos (19508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 05:41)
Ruy Serrano