Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

XEROX DE AUTENTICIDADE

Se eu sumir para além fronteira
Nesse idílio de cumplicidade,
É porque sei que só escrevo besteira
Para iludir minha sinceridade

Sei que há outros artesãos de palavras
Tão sublimes e coloridas,
Que esta minha inspiração trava,
Sem saber que as minhas já são preteridas

Não sou como os versos desenhados
Da tua nobre e tenaz maestria
Sou só menos do que os encantados
Que a norteiam por todo o dia

Por isso, meu amor, não quero apenas
Ser verso sem rima na construção de um elo,
Quero ser somente teus poemas
Na esperança de que me veja sem castelo.
Márcio Ahimsa
Enviado por Márcio Ahimsa em 03/02/2007
Código do texto: T368646

Comentários

Sobre o autor
Márcio Ahimsa
São Paulo - São Paulo - Brasil
128 textos (4790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 06:42)
Márcio Ahimsa