Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ENQUANTO HOUVER VIDA


No fundo do poço,
De um poço sem fundo,
Um rasgo de agonia,
Na miséria do mundo.

O sonho de uma vida,
Numa vida sem sonhos,
Todas as portas fechadas,
Resta apenas a hironia do abandono.

O orgulho no olhar,
De um olhar sem orgulho,
“O pulso ainda pulsa”;
Corre sangue nas veias,
No peito, uma certeza.

Enquanto respirar,
É por que há vida,
Enquanto houver vida,
Há de sempre lutar...




DELEY
Enviado por DELEY em 22/02/2007
Código do texto: T389118


Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
5385 textos (205128 leituras)
4 e-livros (1667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 18:27)
DELEY