Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sal da poesia


Mora em mim uma poetisa
Que transpira o sal da poesia
A temperar de afago meus dias
O despertar de uma bela filosofia

Abriu-se um portal de magia
Tudo ficou em transparência
Emoções afloradas e intuitivas
Me sinto como uma sacerdotisa

Com a missão de resguardar
O tesouro da inspiração poética
Me foi confiada o mérito de zelar
Usando da sabedoria e da ética

O poder em minhas mãos glorificado
A levar a palavra a quem necessitar
Aos bons leitores a sua sede saciar
A escritora o prêmio do livro editado.

By Claudia Florindo Corrêa
09/11/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 27/02/2019
Código do texto: T6585770
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
264 textos (3830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 18:11)
Claudia Florindo Corrêa