Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FILOSÓFIAS


Minha vida é uma rede que o destino balança
E nesse vai e vem da vida só vejo contramão
Embora machucado, não aprecio a vingança
Ela só é tão completa quando se dá o perdão.

Não há melhor momento para a reconciliação
Não me julgue por fora como alguém que ao ler um livro
Já o julgou pela capa, abra-o e leia-o
Só assim não ficará contramão.

Bem sei que será uma ação difícil,
Mas você deve tentar fazê-la,
Um pingo de descuido!
Pode a um mar de lagrimas. Levá-la

Siga aquele que lhe oferece pouco,
E não aquele que lhe promete muito.
A oportunidade é igual à bola cruzada:
Tem que cabecear na hora certa.

Não me aponte minhas faltas, eu fujo,
Elas são anônimas! Talvez tenha o dedo sujo,
A calúnia é igual ao carvão; quando não aleija, marca,
São como as flores mais belas também murcham.

Quando eu viajar para a eternidade
Comigo não queres pegar carona,
Pois o seu futuro já foi escrito em meu passado,
Para provar que fui um homem, e.
Não conquistei mil mulheres
Pois investi em nossa felicidade.

Viva bem a sua vida, livre mais com barreira
Se viver assim será eterna despercebida
Vai passar muito tempo!
Muito tempo... Como falecida.
Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 09/05/2012
Código do texto: T3658583

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 74 anos
238 textos (34843 leituras)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 14:40)
Alci Santos Vivas Amado