Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CERVEJA NOSSA DE CADA DIA



Ah, que encruzilhada difícil
Antes só havia Antarctica e Brahma
Ambas cervejas de boa fama
E a gente sabia para onde ia
Hoje, tem Skol, tem Bohemia
Eisenbahn, Stella Artois
Para alguns, melhor não há
Há mais de uma marca para cada dia.

Há profusão de nomes e de convites
Chope, litro, long neck ou latinha
Importante que seja geladinha
Crystal, Itaipava ou Proibida
Tantas lembradas outras esquecidas
Miller, Karlsberg, Budweiser
Schin, Bavária, Devassa ou Kaiser
Minha cabeça roda com tanta bebida

Impossível provar a todas
Nem mesmo um pequeno gole de cada
Porque ainda não vi as importadas
Nem aquelas ditas especiais
Ou as milhares de artesanais
Premium, Pilsen, Staut, Lager
HB, para beber ouvindo Schlager
Branca, escura, rosada ou Weiss.

Nomes impronunciáveis
Enfeitados com lindos adjetivos
Pra beber nunca faltem motivos
A verdadeira somente a Original?
A mais nobre é a Imperial?
A lourinha que cada um degusta
Soma bilhões de litros e assusta
Quem apenas bebe no carnaval.


















Luiz Lauschner
Enviado por Luiz Lauschner em 01/09/2018
Código do texto: T6436287
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Luiz Lauschner
Manaus - Amazonas - Brasil, 68 anos
479 textos (115658 leituras)
1 e-livros (101 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 16:51)
Luiz Lauschner