Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTRANHAS VIAGENS E DESCIDAS

Arcos da velha, o que de mais perfeito.
O ancoradouro está desbotado.
Tempos de geringonças, moças, onças ...
Não gosto de verbos mais que direitos,
Preciso conferir o lastro, o lastro.
Outrora fora tido tudo por inocência.
Chega lançar pedras, piroclastos ...
Catalogar não é minha incumbência.
Pudera comprar o meu telescópio,
Fazem falta seus cachimbos de ópio.

Um rabo liga-me ao corpo quando voo
E vagueio, vadio, em sua direção :
São visitas ótimas e átimas.
Gritar não adianta, nunca ecoo
E meus voos, sempre à contramão,
Virgem Nossa Senhora de Fátima !

Defloramento de cálices e corolas -
Puxa, como pude vir aqui no inferno?
Será porque não dei aquela esmola?
Ou foi por contar as coisas ao caderno?
Camilo Jose de Lima Cabral
Enviado por Camilo Jose de Lima Cabral em 16/04/2019
Código do texto: T6624542
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Camilo Jose de Lima Cabral
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 57 anos
492 textos (8088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/19 11:26)
Camilo Jose de Lima Cabral