Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"de um inferno, sem ela"

"Com estas flores pensava, doce donzela , adornar teu leito nupcial e não espalhá-las sobre tua sepultura."


(Hamlet)  Cena I, Ato V




...



eis a porta que cai sob escombros de um nada
uma paragem ensaiada de torpes conselhos
os espelhos, sendo desejos aflitos e em disparada
causa da morada incessante destes sonhos acesos

eis o destino final que debate-se e torna a cair
eis a minha luta diária por nunca acreditar
lá, e apenas naquele lugar de mentiras a ruir
estado de sítio que não se controla e não vai parar

sobe o fogo que desalinha as nuvens mortas
o mesmo fogo que declara todo o meu torpor
a mesma luz que não aceito e que evito supor

eu quero que o inferno a carregue pelas costas
eu imagino a convulsão que determina sob terras
e sob terras e terras que caem sobre ela, e só nela.


e somente, assim.
AzkeTarOss
Enviado por AzkeTarOss em 18/03/2020
Código do texto: T6891049
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
AzkeTarOss
São Paulo - São Paulo - Brasil, 14 anos
96 textos (493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/04/20 21:38)
AzkeTarOss