Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIM DE FESTA



Jesus acabara de nascer,
e eu acabara de morrer.
Passara a meia noite...
uma noite de Natal.
A euforia de todos não conseguia
amenizar minha angústia, meu sofrer.
Na mesa, restavam copos sujos,
garrafas vazias,
alguns pedaços de peru.
Nunca deveria ter ido àquela festa.
Elas sempre me fazem mal.
Uma angústia, um sofrimento,
toma conta de mim.
Naquela noite, o mundo
parecia um profundo abismo.
Meus amigos eram carrascos
próximos á execução.
De quem?
Não sei!...
Talvez, minha!
As pessoas divertiam-se.
No final, iam para seus lares felizes.
Essa felicidade me irritava.
Nunca soube o porquê.
Eram quase duas horas da madrugada,
andava pela rua sem rumo.
O efeito da bebida,
esvaía-se da mente.
Os pensamentos eram turbilhões
de palavras sem nexo.
Parei...Lembrei-me da festa.
A festa acabara,
ou tudo fora um sonho?
Aquela era realmente a Noite de Natal?
Sim...sim, era a Noite de Natal.
As pessoas divertiam-se, cantavam.
Nas igrejas, os sinos repicavam.
Em Belém, Jesus nascera novamente.
Eu estivera impassível a tudo isso.
Jamais poderia eu ser feliz
se outros eram infelizes.
A festa acabara.
Jesus nascera novamente.
Eu morrera,
para ressuscitar no amanhã
de um outro dia e
fazer algo pelo mundo...
por aqueles que eram infelizes
e por mim mesma.



Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 04/12/2005
Código do texto: T80968


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 60 anos
11345 textos (949126 leituras)
16 áudios (8939 audições)
311 e-livros (34537 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/02/20 07:48)
Denise Severgnini