Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA ALADA

Alvorada do dia
Mística de mais um amanhecer
A que nunca se repete
Aves voando em "V"
Para onde vão?
O que miram seus olhos?
Seguem, pois, sua visão?
Ou seria o que diz seus corações?
Ah, somente quem têm o coração alado o poderá saber
E aos outros... responder

Aquelas que têm medo de voar
Ou não conseguem erguer-se para o mais alto dos céus
Embora portadoras de asas
Mas preferem o chão
Tais como as galinhas a ciscar em seus terreiros
Que direi eu?
Ah, que pena!
Quão lamentáveis são!
Mas por que a vida as criara então com asas?
Ao que me matuto sem ter uma real resposta

Mas se neste instante ergo, pois meus olhos para cima a contemplá-las
Não estaria eu também a voar com minh'alma?
Então, seguirei as aves
Não me importando para onde elas queiram me levar
E sem medo voarei
Amando o seu voar
Ou melhor dizendo, o nosso voar
E com elas chegarei
Aonde todas haverão de estar
E sempre junto delas

Inspirado no belo texto da poetisa Adria Comparini “Crerator 240”
Paulo da Cruz
Enviado por Paulo da Cruz em 03/07/2017
Reeditado em 04/07/2017
Código do texto: T6044855
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Paulo da Cruz
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
2082 textos (34579 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 02:49)
Paulo da Cruz