Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhos sem rumo:


Caminhos, sem rumo.
Onde meus rastros deixei
Colhi flores, espinhos afastei.
Por sobre pedras eu passei
Mas valeu as lições que recebi
Do mundo o melhor, aprendi.
Foi difícil, me ajudaram eu venci.
Hoje ando, pelos caminhos que sonhei.
Esperanças que não tinha encontrei
A fé quase perdida eu renovei
O amor e paz eu reencontrei
Nas pessoas com quem convivi.
Um mundo novo eu conheci
Cada palavra cada frase, entendi.
Que a vida não era como imaginei
Era bem diferente hoje eu sei
Que por não acreditar eu pequei
Mas enfim a verdade eu compreendi
Agora posso gritar, eu consegui.
Estou aqui, lutei e sobrevivi.
Hoje tenho a paz que almejei.

Volnei R. Braga

Pelotas: 25/04/2006





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 26/04/2006
Código do texto: T145355
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155381 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 02:47)
Volnei Rijo Braga