Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por nada

Por "razões que até mesmo a própria razão desconhece", li algo sobre Nados, então resolvi reeditar esta minha poesia de 02/07/2007...



Nada para no nada
Quem nada na rebentação
Bate a cabeça na pedra
Morre-se por nada
Ama-se por nada
Nada na vida pega
Quando nada foi feito
Por nada

Quando nada no leito do mar
Nada encontra no céu azul
Um encontro do nada
No nada do teu peito
Que foi feito
Efeito por nada!
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 08/06/2009
Código do texto: T1637555
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 08:40)
Fátima Batista