Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta para alguns recantistas

Tua falsa mensagem
Não és digna de poeta
E nem das falsas proezas
Do teu contador de ego

Tua falsa maladragem
Só em algo me acarreta:
Seja lá o que escrevas
Tens um pensar cego

Não quero teu ódio
Só quero bela arte
Fazer daqui meu ópio,
Anestesiar o que me arde

Se a carapuça lhe veste,
Desculpe a sinceridade
Mas não acho justo
Tal tamanha falsidade

Abraços poéticos
e muitas felicidades...
Augusto Sapienza
Enviado por Augusto Sapienza em 02/12/2006
Reeditado em 02/12/2006
Código do texto: T307776


Comentários

Sobre o autor
Augusto Sapienza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 38 anos
52 textos (2281 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/07/21 18:08)