Bom mesmo é Amar

Não respondo mais seus poemas,

Pois não sou tão competente.

E assim, invades meu ser,

Quebrando todas as travas.

És extremamente hábil

Usando bem as palavras.

Tal qual flecha dirigida,

Cada dia uma ferida,

Me pegas de bate-pronto,

Eu chego até ficar tonto.

Mas, não registro lamento

E nem chego a reclamar.

E me sinto às vezes sedento,

Já que bom mesmo é amar.