Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Texto Inspirado no poema Maldito Eros
De autoria da Poetisa Maria José Zanini Tauil
 
AMIGO EROS
Nadir A D'Onofrio

Eros.... Eros...
Que tempo bom!
Quando tudo o que dizias
Eu, louquinha, obedecia...
Mas não dizias só p'ra mim!
Essa era a diferença...
Inflamavas a dupla!
A fogueira rapidamente expandia,
Eram chamas e faíscas,
Entre fronhas e lençóis.
Hoje amigo Eros, esqueceste de mim,
Ou melhor esqueceste de nós...

Onde está minha ousadia?
Intempestividade para amar.
O amor sem programar,
Sem hora ou local para acontecer
Bastava estar perto dele,
Era lenha, fogo e você atuante...
Oxigênio do nosso amor!
O que deixei de fazer,
Que me abandonaste?
Eros... veja só... eu aqui... ele ali...
Nos olhamos e nada mais sentimos,
No lugar do amor aninhou-se a amizade.
Você sem consultar-me, fez a substituição...
O prazer da cama, pelo prazer da mesa.
Hoje amigo Eros... haja restaurante!
Até a silhueta tão esbelta e bonita,
Cedeu lugar a gordura e celulite...

10/09/2005/18:00h
Santos SP


 

Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 24/10/2005
Reeditado em 04/06/2018
Código do texto: T62985
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
948 textos (98986 leituras)
147 áudios (13484 audições)
18 e-livros (4409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/12/18 00:08)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor