Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se minha Poesia Prestasse

Se minha poesia prestasse
se ao menos conquistasse
digitada ou feita a lápis
se minha poesia encantasse
e se as letras falassem
seria mais procurada
ou seria outdoor no deserto do Saara
Se o recanto fosse o canto da sala
 se meus versos saiu do papel
e pegou a estrada
Mas as letras não tem pernas apenas falam
Letras andam vejo elas por todas as  áreas
Será que as letras tem asas
ou são levadas por folhas pautadas
É como bulas levadas sobre a caixa
Se minha poesia prestasse seria uma confusão danada.
Jairo de Souza
Enviado por Jairo de Souza em 30/12/2018
Reeditado em 30/12/2018
Código do texto: T6538986
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jairo de Souza
Araucária - Paraná - Brasil, 35 anos
120 textos (4845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 19:35)
Jairo de Souza