Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Metafísica é quando o que escuta não ouve nada, e o que fala já não ouve. Voltaire

A metafísica do óbvio

Quem ouve o sussurrar da poesia,
ouve calado os gritos da razão...
é capaz de enxergar na escuridão,
como se fosse em plena luz do dia.

Quem fala o que não ouve, todavia,
não sabe distinguir o bem do mal,
e há de ficar mudo no final,
quando a morte disser que já sabia.

Quem não vê, e não fala, e não escuta,
e se impõe aos demais na força bruta
é órfão do que sente e o que não sente.

Assim, a metafísica nos diz:
o homem (que é do homem um juiz)
é cego, e mudo, e surdo, simplesmente.

Por óbvio, que pareça, uma vertente,
há sempre algum desvio na matriz.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 25/05/2019
Reeditado em 25/05/2019
Código do texto: T6656421
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
1557 textos (73230 leituras)
35 áudios (706 audições)
13 e-livros (4709 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/06/19 03:39)
Herculano Alencar

Site do Escritor