Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CHUVA E A JANELA



Mais uma vez chove lá fora
São dias de outroras
Os pingos em formas de gotas marotas
Escorrem e molham a boca
Que foi dona de seus beijos
Com o beijo vem a saudades
Tempos atrás, eras minha.
Meu coração se desfaz
Não em tristezas, em alegrias
Por simples utopia
Pelas lembranças que vem e vão
Como as chuvas de verão
Banhava vc de puro amor
Momentos da sonhada quimera
Que eu era
Olhando o passado
Deixo de lado o presente
Hoje vidas diferentes
Sonhos inocentes
Éramos apenas adolescentes
Hoje estou ciente
A chuva é um pequeno pretexto
Para lembrar
Recordar
Refazer
O grande amor que dediquei
Muitas vezes chorei
Pingos de lágrimas
Misturam aos pingos da chuva,
Que cai lentamente
Para dar tempo de construir castelos
Sobre meu outorgar
Torno público nosso amor
Que lava pensamentos
Mentes
Corpos
Dando vida a felicidade
Desfrutada ao seu lado
Não peço que volte
Apenas molde
Dentro de vc
Esse meu amor
Ilusionario
Imaginário
Dos dias de chuvas
Abraçados
Enamorados
Lábios beijados
Eternizados nesse dia,
Sobre a chuva e a janela.

Ledemir Bertagnoli
Poeta Paulista
Enviado por Poeta Paulista em 18/12/2019
Reeditado em 19/12/2019
Código do texto: T6821575
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Poeta Paulista
Hortolândia - São Paulo - Brasil, 57 anos
485 textos (51937 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 08:07)
Poeta Paulista