Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Café da Manhã

No Café da Manhã, a minha Alma clara e o meu Corpo sano devoram a tua xana sã, Corpo devasso, sigo o teu passo, na luz branca da manhã, sob a névoa suave porém fria, te aqueço num cobertor de lã, eu moro na Gamboa mas vivo em Jaçanã, Carol você pertence ao meu Clã, é o meu Talismã, é o meu Xamã

Não te almejo como amiga, muito menos lhe vejo como irmã, lhe desejo é como amante em pleno Café da Manhã, nas minhas melodias sintonizo Caetano Veloso e me inspiro em Djavan,  eu moro na Gamboa mas vivo em Jaçanã, Carol você pertence ao meu Clã, é o meu Talismã, é o meu Xamã


Quero você misturada no meu Café com Leite, simples deleite, jeito de menina, mas dentro desse Corpo de Mulher me aceite, admiro os teus lindos Pés, adoro a Mulher que tu és, uma bárbara alemã, eu moro na Gamboa mas vivo em Jaçanã, Carol você pertence ao meu Clã, é meu Talismã, é o meu Xamã


Agora me vem intenso o cheiro azul do Mar, ouço João Bôsco, sinto Lady GaGa, Adele, Sandra de Sá e Roberta Sá cantar, da música brasileira eles formam o Clã, de todos sou fã, eu moro na Gamboa mas vivo em Jaçanã, Carol você pertence ao meu Clã, é meu Talismã, é o meu Xamã

Humberto de Campos
    Mestre Holístico
Humberto de Campos
Enviado por Humberto de Campos em 04/07/2020
Reeditado em 04/07/2020
Código do texto: T6995841
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Humberto de Campos
Salvador - Bahia - Brasil
211 textos (2102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 08:54)
Humberto de Campos

Site do Escritor