Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A sonda cá dentro anda.
Perscrutando, limpando, ungindo.
Aqui e ali, um incômodo.
Um gemido disfarçado de sorriso.

Alguns vácuos abismos,
donde agulha se aprofunda,
sondando verdades imersas.

Pedaços enfronhados
na corrente sanguínea,
que faz parte do todo
que não se extermina.

Na ponta da sonda,
riachos e pedregulhos
respondem pelos embrulhos
causados pela emoção.

E a sonda sonda...

Muito cuidado,
nenhuma precisão.

Taciana Valença 

 
Taciana Valença
Enviado por Taciana Valença em 19/01/2021
Reeditado em 19/01/2021
Código do texto: T7163696
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Taciana Valença
Recife - Pernambuco - Brasil
2114 textos (163282 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/05/21 08:57)
Taciana Valença