Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
Alforria

 
 
Alforria dessa angústia
que renega ao degredo
 luzes de todo um dia
 clamo aos deuses e bendigo
 
 
Aos dias sem tua presença
Despidos de mares revoltos
 a vida corria solta,
 emoções surpreendiam
 
 
 Botões abriam-se em flor
e no jardim multicor
 borboletas voejavam
odores  inundavam o amor
 
 
 Dias em que a lua ignorava  lajes
O amor não tinha grades
 e era  motivo de pesares
Acaso um não fosse feliz.
 
 
elisasantos
Enviado por elisasantos em 11/12/2007
Reeditado em 11/12/2007
Código do texto: T773902
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
elisasantos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
430 textos (24961 leituras)
1 áudios (94 audições)
4 e-livros (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 03:53)
elisasantos