Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTES DO VOO

Nossos olhos não enxergam a alma livre.
As mãos já não alcançam um simples afago
Os dias passaram e os gestos ficaram presos.
A alma voou, o corpo se desfez, votou ao pó.
Ficou a saudade do abraço
E a tristeza pelo que não foi dito.

Quantas e quantas oportunidades, temos.
E não sabemos
Aproveitar.

Assim, a vida vai passando...
E o nosso amor vagando
Pelo âmbito do invisível.

Se tu quiseres falar,
Fale agora, ou cale-se para sempre.
Se quiseres amar,
Ame agora enquanto teus olhos podem enxergar.

O dia que faltar esse abraço
Chorarás o fracasso
Do abraço não dado
Do amor não falado
E da falta que tu sentirás.

Confira nos dedos, as pessoas que tu amas, realmente.
Que elas saibam do amor que sente
E que o ‘voo’ seja consciente
De que amadas foram
E o serão por toda a vida.

Ênio Azevedo
Luciênio Lindoso
Enviado por Luciênio Lindoso em 13/10/2019
Código do texto: T6768830
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciênio Lindoso
Zé Doca - Maranhão - Brasil, 49 anos
849 textos (13104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:36)
Luciênio Lindoso