Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PESO DA 'CRUZ' QUE NÃO É SUA

Fácil é falar do peso da ‘cruz’
Para quem a observa, imóvel.
Incapaz de enxergar nas feridas, o pus.
Tornando a dor, ainda mais deplorável.

Oferece ‘vinagre’, invés de ‘água’.
É a insensibilidade que deságua
Diante da ‘terra’ seca da dor.

Alguém que só olha para o próprio umbigo
E abandona o “amigo”
Sem ouvir o grito do ardor.

Plausível suportar o sofrimento
Quando se vive para o bem,
Pois nenhuma vanglória tem
Em suportar o sofrer
Quando se vive para mal.

Após a tempestade vem a bonança,
Pois quem serve sempre alcança
A misericórdia.

O que muitos não sabem:
É que servir na alegria
Facilidades concebem,
Mas servir nas tristezas... é sabedoria.

Ênio Azevedo
Luciênio Lindoso
Enviado por Luciênio Lindoso em 14/10/2019
Código do texto: T6769037
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciênio Lindoso
Zé Doca - Maranhão - Brasil, 49 anos
848 textos (13097 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 01:09)
Luciênio Lindoso