Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO ENVELHECER...


Dueto: Envelhecer sozinho - Borba Recifense
Saber envelhecer - Aila Brito


ENVELHECER SOZINHO

Pele enrugada, velha e cansada
Mãos calejadas, ásperas, retorcidas
Olhar no vazio, para o nada
E na alma, incontáveis feridas

Isso é o seu pano de fundo
Não há disfarces, verdade crua
É sofrido, real e profundo
Vil decadência que nunca recua

Não há como mudar, impossível
Ele está só, inerte, impassível
E entregue ao limite da sorte

E nem tenta, sabe da verdade
Lhe resta vagar na imensa cidade
E aguardar sua lenta morte

- Borba Recifense -

xxxxx

SABER ENVELHECER

Os olhos, "repousados", do ancião,
Revelam algo mais de sua história -
Da luta pela vida e trajetória
Dos dias bons, ruins, da solidão,

Da terna companheira, e gratidão
a Deus, na caminhada da vitória,
Nessa arte de viver, compensatória,
no dom de envelhecer com mansidão.

Se a boa ação, foi sua companhia
Na vida ativa, plena de candura
Nos moldes bons, com zelo e na alegria;

Em paz, terá a sua consciência,
Reflexo de um passado de ternura;
Somando aos  belos dias, sapiência!

- Aila Brito -
Aila Brito
Enviado por Aila Brito em 30/03/2021
Reeditado em 14/04/2021
Código do texto: T7220032
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Aila Brito
Cocal - Piauí - Brasil
1617 textos (150332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 14:36)
Aila Brito